Associação Brasileira de Tecnologia
para Construção e Mineração

BLOG SOBRATEMA

Publicado em 13 de setembro de 2018 por Mecânica de Comunicação

Tecnologia embarcada auxilia na manutenção preditiva de caminhões fora de estrada

Os caminhões fora de estrada, assim como outros equipamentos usados em construção e mineração, possuem tecnologias embarcadas de monitoramento, sendo capazes de reunir dados que contribuem para o aumento de sua confiabilidade e disponibilidade. Gestores de frota podem obter benefícios consideráveis se souberem aproveitar os dados recolhidos por esse sistema. É assim quando são criados bancos de dados que permitem ver o histórico de comportamento da máquina, em que falhas ocorridas ao longo do tempo ficam em evidência, sendo possível planejar com maior clareza as paradas para manutenção preditiva. 
 
                        Foto: Dissertação Simulação da operação de carregamento e transporte numa mina à céu aberto de carvão (UFOP) 
 
Além disso, ao usar esses sistemas é possível calcular a probabilidade de determinada falha acontecer, facilitando tomadas de decisões sobre parar o equipamento antes das manutenções preventivas ou aproveitar as paradas preventivas para fazer correções baseadas no monitoramento de condições da máquina. 

No caso dos caminhões fora de estrada, os sensores de monitoramento estão em maior número no motor e na transmissão, fazendo com que o banco de dados referente a esse equipamento e alimentado ao longo de um período de tempo seja mais completo em relação a esses dois componentes. O monitoramento do motor também contribui para a preservação de seus componentes móveis, sujeitos ao desgaste provocado por superaquecimento. 

Estudos experimentais realizados com essa metodologia de monitoramento, considerando dados de motor e transmissão, listaram 13 falhas, sendo que 11 puderam ser previstas. Usando o mesmo modelo, o estado anormal de comportamento de máquinas foi reconhecido com antecedência, criando maiores janelas de oportunidades para manutenção do tipo preventiva. Outro benefício observado foi a redução do downtime corretivo em até 20%. 

A dissertação de mestrado Redes Neurais na Manutenção Preditiva de Caminhões Fora de Estrada, de autoria de Felipe Miana Furtado, orientação de Marley Maria Vellasco e apresentada na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ) traz mais detalhes sobre o assunto. 

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj 401 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP

Telefone (11) 3662-4159 - Fax (11) 3662-2192