Quem Somos

Com mais de 29 anos de atividade, a SOBRATEMA - Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração se dedica a propor soluções para o desenvolvimento tecnológico do setor, difundir o conhecimento e informações, participar da formação, especialização e atualização de profissionais que atuam no mercado brasileiro da construção e da mineração.

A entidade conta com o apoio de mais de 1 mil associados (profissionais e empresas de construção, de locação, fabricantes e prestadores de serviços) e de parceiros estratégicos, que englobam as principais entidades representativas de profissionais no Brasil e no exterior.

Blog da Sobratema

Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração

PESQUISAR

Arquivo da categoria: Revista M&T

novembro 10 , 2017

Venda de máquinas deve se recuperar em 2018

O mercado brasileiro de equipamentos para construção deve se recuperar no próximo ano. Segundo o Estudo Sobratema do Mercado Brasileiro de Equipamentos para Construção, a estimativa é que em 2018, haja uma retomada nas vendas de máquinas, com uma alta de 7,9% ante 2017. Se essa perspectiva se comprovar, será o primeiro ano com crescimento desde o início da crise econômica. 

De acordo com dados do Estudo de Mercado, a linha amarela – equipamentos de movimentação de terra –deverá apresentar um crescimento de 8%, as demais categorias de equipamentos, que incluem incluindo gruas, guindastes, compressores portáteis, plataformas aéreas, manipuladores telescópicos e tratores de pneus, deve ter um aumento de 7,3%, e caminhões rodoviários usados na construção, uma alta de 8%.
 
              Foto: Reginaldo Ornellas 
 

Neste ano, o mercado de máquinas já indica uma leve recuperação, por meio de algumas famílias que deverão obter dados positivos em termos de comercialização, como por exemplo, caminhões fora de estrada (150%), motoniveladoras (56%), plataformas aéreas (38%) e gruas (25%). 

No entanto, o setor da construção e a área de infraestrutura ainda não foram impactados de forma significativa pelo início da recuperação econômica, que já é percebido em outros segmentos da economia. Por esse motivo, o total nas vendas de equipamentos deve ter uma nova queda de 15% ante 2016, o que significa que serão comercializadas 12,1 mil unidades neste ano contra 14,4 mil unidades no ano anterior. 

Para a linha amarela, o Estudo Sobratema projeta uma diminuição nas vendas de 9% em 2017 em relação a 2016. Os equipamentos com menor retração estimada são as pás carregadeiras (queda de 5%) e as minicarregadeiras (9%). As miniescavadeiras terão a maior queda, com 32%.

Postado em Inteligência de Mercado, Revista M&T

Nenhum comentário

novembro 01 , 2017

Infraestrutura deve alavancar mercado global de máquinas de pavimentação

O mercado mundial de equipamentos para pavimentação de concreto deve expandir em média 3,69% ao ano até 2021. O cálculo foi realizado pela Research and Markets, empresa especializada em pesquisa de mercado sediada em Dublin, Irlanda.
 
            Foto: Revista M&T 
 
O movimento de ascensão esperado para o setor é consequência da crescente demanda por infraestrutura num mundo que se torna mais urbanizado a cada dia - de acordo com o Banco Mundial, a população urbana no planeta em 2015 já representava 53,85% do total e, segundo a ONU, até 2030, 70% da população mundial será urbana. 
 
Essa urbanização traz uma discussão sobre questões ligadas ao meio ambiente, locomoção de pessoas e moradia e, também, novas conceitos de espaços urbanos, como a Smart City, que incorpora o uso de tecnologia para melhorar a infraestrutura e torná-lo mais eficiente. Entre as tecnologias usadas, estão: Internet das Coisas, Big Data e Governança Algorítmica. 
 
O estudo avalia que o crescimento exponencial desse tipo de espaço urbano até 2025 será um fator que pode contribuir para a expansão do mercado de equipamentos para pavimento. Uma das tendências para os novos empreendimentos de infraestrutura que já pode ser encontrada ao redor do globo é o emprego do chamado "concreto inteligente", que incorpora alguns elementos diferentes em sua mistura, para trazer características especiais ao material. Um exemplo seria a adição de fibras de polipropileno, que podem contribuir para uma maior resistência ao fogo. 
 
Outras notícias sobre o mercado mundial de máquinas, novas tendências na área de equipamentos para construção estão todos os meses na Revista M&T.

Postado em Revista M&T

Nenhum comentário

outubro 26 , 2017

Mercado mundial de guindastes móveis deve crescer nos próximos anos

O mercado global de guindastes móveis deve crescer até 2025, com uma taxa de elevação média anual de 2,16% durante o período. De acordo com o estudo realizado pela Report Linker, agência internacional focada em pesquisa de mercado, um maior investimento em infraestrutura e no mercado da construção para atender as demandas da população crescente ao redor do mundo e os aportes financeiros realizados no segmento de energia, em especial, em países emergentes, são fatores que contribuem para a expansão do segmento de guindastes.

     Fotos: Revista M&T        

 

Essa estimativa positiva levará o mercado de guindastes móveis a responder por US$ 9,82 bilhões em 2025. Esse crescimento será decorrente da expansão de fábricas de cimento e do potencial de negócios do segmento portuário e marítimo, em especial a construção e reparo de embarcações. O estudo também constata que há diversos projetos na área da construção e no segmento de transportes que devem ocorrer nos próximos anos, contribuindo para um consumo maior de guindastes móveis no mundo. No caso dos países emergentes, há a avaliação de que a construção e o retrofit crescem em ritmo acelerado, o que também gera uma alta para a indústria de guindastes móveis. A mineração é outro setor que demanda guindastes móveis e, embora tenham tido fraco crescimento em anos precedentes, deve se recuperar até 2025.

Segundo o estudo, a região que mais consome guindastes móveis no mundo, graças ao elevado ritmo de urbanização e industrialização em países como China e Índia é a APAC, formada por países situados na Ásia e no Pacífico ocidental. Em segundo lugar está a Europa, devido aos investimentos em energia renovável e ao setor de locação de máquinas. Já a América do Norte e o Oriente Médio estão com mercados saturados, resultado do declínio na indústria de gás e petróleo. 

Mensalmente, a Revista M&T divulga matérias e reportagens sobre o mercado de equipamentos para construção, mineração, infraestrutura, indústria e agronegócio. 

Postado em Revista M&T

Nenhum comentário

outubro 20 , 2017

Mercado de caminhões apresenta resultados positivos

O desempenho do setor de caminhões continua a apresentar sinais de recuperação. Em setembro, segundo dados das duas principais associações – Anfavea e Fenabrave –, houve um aumento entre 8% e 9,5% nas vendas em relação ao mesmo mês do ano anterior. 
 
            Foto: Revista M&T

A produção também segue em alta, com 7,6 mil unidades, uma quantidade 56,8% superior ante a setembro de 2016. No acumulado do ano, foram produzidas 59 mil unidades, o que representa uma expansão de 27,3% em relação aos primeiros nove meses de 2016, quando foram fabricadas 46,3 mil unidades.

Um dos responsáveis pelos números positivos é o mercado externo. Entre janeiro e setembro deste ano, saíram do país 21 mil veículos, representando aumento de 41% em relação ao mesmo período de 2016. Esses embarques correspondem a 36,4% dos caminhões produzidos este ano. As exportações são decorrentes da grande quantidade de fábricas no Brasil que produzem diferentes categorias para atender vários segmentos. 

Nos primeiros nove meses do ano, quase todas as categorias de caminhões obtiveram um crescimento nas exportações ante ao mesmo período do ano anterior, com exceção dos modelos semileves que alcançaram uma quantidade semelhante em vendas externas (506 contra 507 unidades). O destaque ficou por conta dos embarques dos semipesados, com uma alta de quase 90%, o que significa 7,9 mil unidades exportadas de janeiro a setembro de 2017.

Mais informações sobre o mercado de caminhões podem ser encontradas nas matérias e notícias publicadas regularmente pela Revista M&T. 

Postado em Revista M&T

Nenhum comentário

outubro 11 , 2017

Mercado mundial de escavadeiras deve crescer em 2017

O mercado mundial de escavadeiras deve obter um aumento de 24% nas vendas em relação ao ano passado, devido, sobretudo, aos mercados da China e da Índia. Até 2012, a expectativa é que sejam vendidas em média 500 mil unidades por ano, totalizando cerca de US$ 49 bilhões. Os dados são de um levantamento inédito da Off-Highway Research, consultoria britânica especializada no mercado de equipamentos para construção e agricultura. Foram feitos levantamentos sobre vendas, produção, população global de máquinas, dados de fornecedores e perfis de fabricantes.  
 
                        Foto: Revista M&T 
 

A primeira parte do estudo foca nas importações realizadas entre 2012 e 2016, anos em que houve crescimento significativo nas aquisições de miniescavadeiras em comparação com as de esteira e as de rodas. A Europa registra o maior número de unidades comercializadas, representando mais de 20% das vendas de escavadeiras de esteiras e miniescavadeiras. A China é outro mercado de peso, somando 16% das unidades vendidas, em sua maioria escavadeiras de esteira.    

O estudo também rastreou os locais onde as máquinas usadas ao redor do mundo são fabricadas. Ficou evidente que 73% são produzidas na Ásia, sendo que somente o Japão fabrica 40% do total, seguido por China (20%). De acordo com o levantamento, o Brasil produz 1% do total de máquinas.     

Foi constatado que atualmente existem no mundo aproximadamente 3,8 milhões de escavadeiras ativas no mundo, sendo que 2/3 deste total estão nas mãos de empreiteiras ou locadoras. Responsáveis secundários por esta concentração são a indústria extrativista e empresas de gerenciamento de resíduos.  Atualmente, 61% da população mundial de máquinas é formada por escavadeiras de esteira, 34% de miniescavadeiras e 5% de escavadeiras de rodas.   

Outras notícias sobre o mercado de equipamentos e novas tecnologias estão todos os meses na Revista M&T.

Postado em Revista M&T

Nenhum comentário

outubro 05 , 2017

Aumento das importações de bens de capital estimula economia

As importações brasileiras de bens de capital cresceram 34,5% em setembro na comparação com o mesmo mês do ano passado, de acordo com dados divulgados pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic). O maior volume de compras de máquinas e equipamentos é visto como indicador positivo da confiança da indústria e da capacidade produtiva brasileira. 
 
 

Especialistas afirmam que as importações de bens de capital geralmente correspondem a uma melhora da demanda do país e favorecem a geração de empregos, uma vez que as máquinas requerem operadores capacitados. No mês passado, as importações desse tipo foram estimuladas pela aquisição de veículos de carga, aviões, lâmpadas de LED, motores elétricos e aparelhos mecânicos, representando avanço de 18,1 % das importações do mês de setembro. Também de acordo com o Mdic, outros tipos de importações subiram durante o último mês, como a de combustíveis e lubrificantes (26,4%), bens de consumo (15,9%) e bens intermediários (15,1%).       

O avanço das importações não prejudicou o equilíbrio da balança comercial. Foi registrado em setembro superávit de US$ 5,178 bilhões, o maior para o mês desde 1989, quando começou a série histórica. No período analisado de 2017 as exportações totalizaram US$ 18,666 bilhões, representando aumento de 24% em relação ao ano de 2016. De acordo com o relatório Focus, divulgado pelo Banco Central, o superávit deve alcançar os US$ 62 bilhões neste ano e há projeção para 2018 de US$ 50 bilhões.  

O aumento de importações e exportações, alinhado com a manutenção da balança comercial, deve ajudar a recuperação da economia. O ministro da Fazenda Henrique Meirelles declarou que é esperado que o país inicie 2018 com uma taxa de crescimento de 2% ao ano.
 
As notícias sobre o mercado de bens de capital podem ser vistas regularmente na Newsletter e na Revista M&T. 

Postado em Revista M&T

Nenhum comentário

First
Prev
Página 1 de 7
Next
Last

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj 401 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP - Telefone (11) 3662-4159 - Fax (11) 3662-2192 - sobratema@sobratema.org.br

Loading