Quem Somos

Com mais de 29 anos de atividade, a SOBRATEMA - Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração se dedica a propor soluções para o desenvolvimento tecnológico do setor, difundir o conhecimento e informações, participar da formação, especialização e atualização de profissionais que atuam no mercado brasileiro da construção e da mineração.

A entidade conta com o apoio de mais de 1 mil associados (profissionais e empresas de construção, de locação, fabricantes e prestadores de serviços) e de parceiros estratégicos, que englobam as principais entidades representativas de profissionais no Brasil e no exterior.

Blog da Sobratema

Associação Brasileira de Tecnologia para Equipamentos e Manutenção

PESQUISAR

Publicado em 1 de fevereiro de 2018 por Mecânica de Comunicação

Pesquisa avalia uso de gás carbônico pela indústria da construção

Estima-se que a indústria cimenteira seja responsável por 5 a 8% das emissões globais de CO2, sendo 95% do gás gerado durante a fabricação e apenas 5% no transporte do material. Uma vez que a produção mundial de cimento é de 3,5 bilhões de toneladas anuais e projetando um aumento para 5,5 bilhões anuais até 2050, apenas a indústria cimenteira poderá ser responsável por 30% do total das emissões mundiais de CO2.

Para oferecer maior sustentabilidade à produção de cimento, pesquisadores já vêm desenvolvendo estudos e trabalhos científicos e técnicas diferenciadas, visando sua aplicação no mercado. Um desses projetos é do engenheiro Alex Neves Júnior, que estudou a viabilidade de fabricação de peças à base de cimento, como telhas e pavimentos, tratadas com o CO2 que sairia pelas chaminés das fábricas.

No processo, o CO2 capturado reage com o hidróxido de cálcio do cimento durante as primeiras horas de produção dos materiais.  Essa reação pode aumentar a resistência mecânica de peças cimentícias, se comparadas com materiais produzidos pelo método tradicional.

A ideia de "sequestro do carbono" já é conhecida pela indústria da construção. Nos Estados Unidos, por exemplo, foi desenvolvida a técnica que incorpora o CO2 capturado na mistura do concreto auto adensável, promovendo a economia de água e cimento. Segundo Alex Neves Júnior, o diferencial da pesquisa brasileira é o estudo de peças produzidas com a técnica, o que permitirá no futuro a construção de casas protótipo.

A tese "Captura de CO2 em materiais cimentícios através da carbonatação acelerada”, apresentada na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), venceu a quarta edição do Prêmio Vale-Capes de Ciência e Sustentabilidade. O trabalho está disponível para download neste link.  

Exibindo 0 Comentários:

Deixe seu comentário:

Nome
E-Mail

Atenção: Os comentários aqui publicados são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores deste blog. A Sobratema reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar caluniosos, difamatórios, ofensivos ou preconceituosos, assim como, textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação de seu autor (nome completo e endereço válido de e-mail).

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj 401 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP - Telefone (11) 3662-4159 - Fax (11) 3662-2192 - sobratema@sobratema.org.br

Loading