Quem Somos

Com mais de 29 anos de atividade, a SOBRATEMA - Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração se dedica a propor soluções para o desenvolvimento tecnológico do setor, difundir o conhecimento e informações, participar da formação, especialização e atualização de profissionais que atuam no mercado brasileiro da construção e da mineração.

A entidade conta com o apoio de mais de 1 mil associados (profissionais e empresas de construção, de locação, fabricantes e prestadores de serviços) e de parceiros estratégicos, que englobam as principais entidades representativas de profissionais no Brasil e no exterior.

Blog da Sobratema

Associação Brasileira de Tecnologia para Equipamentos e Manutenção

PESQUISAR

Publicado em 8 de fevereiro de 2018 por Mecânica de Comunicação

Plataforma digital auxilia gestores no tratamento de resíduos

Foi instituída em 2010 a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), que responde aos problemas ambientais, sociais e econômicos decorrentes do manejo indevido de material descartado. Segundo essa lei, a partir de 2014 apenas rejeitos podem ser dispostos em aterros sanitários, isso é, resíduos impossíveis de serem tratados por processos existentes e economicamente viáveis. Com a nova lei em vigor, gestores públicos precisaram planejar a correta disposição dos resíduos, assim como administradores da construção civil, atividade geradora de grande volume de material descartado e raramente tratado. Estima-se que o índice de reaproveitamento de materiais no Estado de São Paulo, por exemplo, esteja abaixo de 1%, segundo dados da ABRECON (Associação Brasileira para Reciclagem de Resíduos da Construção Civil e Demolição).

 

Com o objetivo de atender as demandas da PNRS, o Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo (IEE/USP) criou a Plataforma Digital de Indicadores e Índices de Coleta Seletiva. A ferramenta oferece dois questionários responsáveis por calcular o nível de sustentabilidade de municípios, empresas envolvidas no gerenciamento de resíduos, como construtoras e demolidoras, e também companhias de coleta seletiva. Os questionários avaliam indicadores como muito favorável, favorável, desfavorável e muito desfavorável.

Segundo os criadores da Plataforma, o ideal é a realização do questionário a cada seis meses, permitindo acompanhar a evolução no tratamento dos resíduos sólidos. A Plataforma ainda disponibiliza relatórios semestrais aos usuários sobre os resultados, oferecendo um constante monitoramento da PNRS. Outro objetivo da ferramenta é aproximar organizações de catadores e locais geradores de resíduos, como os canteiros de obras.

A Plataforma de Indicadores foi desenvolvida pela IEE/USP em parceria com Fundação Nacional de Saúde (FUNASA) e as instituições de incentivo à pesquisa Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). A ferramenta pode ser consultada neste link.

Exibindo 0 Comentários:

Deixe seu comentário:

Nome
E-Mail

Atenção: Os comentários aqui publicados são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores deste blog. A Sobratema reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar caluniosos, difamatórios, ofensivos ou preconceituosos, assim como, textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação de seu autor (nome completo e endereço válido de e-mail).

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj 401 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP - Telefone (11) 3662-4159 - Fax (11) 3662-2192 - sobratema@sobratema.org.br

Loading