Quem Somos

Com mais de 29 anos de atividade, a SOBRATEMA - Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração se dedica a propor soluções para o desenvolvimento tecnológico do setor, difundir o conhecimento e informações, participar da formação, especialização e atualização de profissionais que atuam no mercado brasileiro da construção e da mineração.

A entidade conta com o apoio de mais de 1 mil associados (profissionais e empresas de construção, de locação, fabricantes e prestadores de serviços) e de parceiros estratégicos, que englobam as principais entidades representativas de profissionais no Brasil e no exterior.

Blog da Sobratema

Associação Brasileira de Tecnologia para Equipamentos e Manutenção

PESQUISAR

Publicado em 11 de abril de 2018 por Mecânica de Comunicação

Medidas simples reduzem consumo de energia elétrica em edificações

O setor de edificações é um dos maiores consumidores de energia em termos globais e, levando em conta o ciclo de vida das construções, nota-se que o maior consumo ocorre na fase operacional. Nos últimos anos, os construtores têm pensado sobre consumo energético em termos de respeito ao meio ambiente, por vezes voltando a atenção para exigências de selos sustentáveis e utilização de fontes alternativas. O quadro vai ao encontro do Plano Decenal de Expansão de Energia projetado para 2024 pelo Governo Federal (PDE 2024), onde a matriz de oferta interna de energia elétrica prevê diversificação por meio de fontes renováveis, principalmente a biomassa e energia eólica.  

                      Imagem retirada da dissertação 

 

A utilização de energia em prédio comercial em uso e possíveis técnicas para redução do consumo foram analisadas por uma dissertação de mestrado, apresentada na Universidade Nove de Julho (UNINOVE). Com o objetivo de colher dados empíricos, os pesquisadores dividiram as áreas internas do edifício pelo quesito de condicionamento artificial, relacionando-as com o tempo médio de permanência de usuários nesses locais. Desse modo, foram identificados quais cômodos apresentavam maior consumo de energia relativo a aparelhos de ar condicionado. Além do equivalente gasto em desempenho térmico de ambientes, foram medidos os níveis de consumo em iluminação e envoltório, ou seja, análise de todas as fachadas, coberturas e outras paredes em contato com o ambiente externo.   

A pesquisa usou a classificação PROCEL-Edifica do Inmetro como base de avaliação, classificando o prédio estudado na categoria C, de caráter intermediário e, portanto, com possibilidades de melhora no consumo de energia. Com as características identificadas, os pesquisadores propuseram soluções específicas para otimizar o consumo de eletricidade em edifício em fase operacional. As soluções apontadas foram: substituição de lâmpadas fluorescentes pelo modelo LED, alteração nos circuitos de iluminação, substituição de ares condicionados por modelos mais eficientes, inclusão de sombreamento na torre e uso de películas polarizadas nos vidros.  

A dissertação Eficiência Energética em Edificações - Estudo de Caso Tribunal de Justiça de São Paulo é de autoria de Antonio Luiz Ferrador Filho, com orientação de Alexandre de Oliveira e Aguiar. Está disponível para download neste link

Exibindo 0 Comentários:

Deixe seu comentário:

Nome
E-Mail

Atenção: Os comentários aqui publicados são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores deste blog. A Sobratema reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar caluniosos, difamatórios, ofensivos ou preconceituosos, assim como, textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação de seu autor (nome completo e endereço válido de e-mail).

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj 401 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP - Telefone (11) 3662-4159 - Fax (11) 3662-2192 - sobratema@sobratema.org.br

Loading