Quem Somos

Com mais de 29 anos de atividade, a SOBRATEMA - Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração se dedica a propor soluções para o desenvolvimento tecnológico do setor, difundir o conhecimento e informações, participar da formação, especialização e atualização de profissionais que atuam no mercado brasileiro da construção e da mineração.

A entidade conta com o apoio de mais de 1 mil associados (profissionais e empresas de construção, de locação, fabricantes e prestadores de serviços) e de parceiros estratégicos, que englobam as principais entidades representativas de profissionais no Brasil e no exterior.

Blog da Sobratema

Associação Brasileira de Tecnologia para Equipamentos e Manutenção

PESQUISAR

Publicado em 26 de julho de 2018 por Mecânica de Comunicação

Cuidados com chassi podem ampliar vida útil de caminhão fora de estrada

O caminhão fora de estrada utilizado em mineração e construção está sujeito à tensão cíclica por transportar grande quantidade de materiais. Com o fim de preservar seu chassi – estrutura responsável por suportar todas as cargas mecânicas –, é importante prever falhas e buscar soluções contra danos ocasionados por fadiga, ou seja, a ruptura progressiva dessa estrutura.  
 
        Imagem retirada da dissertação de mestrado 

Entre outros cuidados para que o caminhão fora de estrada mantenha ou até amplie sua vida útil, estimada em torno de 60 mil horas de trabalho, o chassi deve estar corretamente dimensionado para resistir à flexão, torção, impactos e, consequentemente, à fadiga. Além disso, uma descontinuidade geométrica no corpo, como um furo ou um entalhe, resulta em uma distribuição desigual de tensões.  Má distribuição ou excesso de tensões provocam trincas que devem ser reparadas, provocando custos e a paralisação do equipamento para o devido conserto.  

Visando sua preservação, é necessário conhecer particularidades das operações. Por exemplo, durante o ciclo de trabalho de um caminhão fora de estrada, o momento de maior tensão no chassi acontece durante o início do basculamento da carga transportada. Certas regiões da estrutura, por sua vez, estão sujeitas a maiores valores de tensão. Alguns estudos acadêmicos apontam a coluna de sustentação da cabine e a coluna da báscula como componentes do chassi que concentram tensões excessivas. Uma solução é instalar reforços estruturais, isto é, placas metálicas fixadas por solda em áreas críticas e que seguem a conformação das peças do chassi, o que reduz as tensões quase pela metade. Entretanto, tal técnica deve ser bem planejada, pois em alguns casos o procedimento de soldagem pode prejudicar a estrutura.     
 
Outras considerações sobre o assunto estão na dissertação de mestrado Avaliação do Comportamento Estrutural e Estudos de Tensões no Chassi do Caminhão Fora de Via, realizada por Hernane Vieira Gandra, orientada por Gilmar Cordeiro da Silva e apresentada na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG).  
Exibindo 0 Comentários:

Deixe seu comentário:

Nome
E-Mail

Atenção: Os comentários aqui publicados são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores deste blog. A Sobratema reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar caluniosos, difamatórios, ofensivos ou preconceituosos, assim como, textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação de seu autor (nome completo e endereço válido de e-mail).

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj 401 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP - Telefone (11) 3662-4159 - Fax (11) 3662-2192 - sobratema@sobratema.org.br

Loading