Associação Brasileira de Tecnologia
para Construção e Mineração

Sobratema participa de iniciativa para disseminação do BIM no Brasil

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), ligada ao Ministério da Economia, está liderando uma iniciativa para disseminar o conceito do BIM no Brasil, agregando, desse modo, produtividade em toda a cadeia da construção. E a Sobratema foi convidada a assinar um acordo de cooperação para contribuir com sua expertise nesse projeto.

“Participar deste projeto foi uma honra e um sinal de reconhecimento, pois a Sobratema irá contribuir ativamente no desenvolvimento e divulgação do projeto através dos seus canais, associados, network e eventos”, destaca o engenheiro Paulo Oscar Auler Neto, vice-presidente da entidade e representante da Sobratema na iniciativa.

O conceito BIM já é largamente utilizado em outros países, porém no Brasil, apesar de ser conhecido e reconhecido por agregar valor aos projetos, ainda é pouco utilizado. “O propósito do projeto é fazer uma ampla divulgação do conceito nos meios acadêmicos, indústria, associações, construtoras e cadeia da construção de forma a reconhecerem e entenderem que investir na criação de elementos BIM não pode ser considerado custo e, sim, investimento em função dos benefícios obtidos”, ressalta Auler Neto.

De acordo com ele, a popularização dos conceitos BIM está baseada na criação de uma plataforma que hospede uma Biblioteca Nacional de objetos BIM e na capacitação em BIM através da criação e divulgação de um curso on-line. Ele será composto por dois módulos, com 18 aulas cada, sendo um módulo sobre conceituação básica e outro sobre Objetos BIM.

As reuniões para a implantação desse curso ocorrem periodicamente e, conforme conta Auler Neto, a fase atual consiste na validação das aulas. Já a etapa inicial foi de conceituação e alinhamento, com a contratação por parte da ABDI de uma estrutura para a criação das aulas online.

Além da Sobratema e da liderança da ABDI, também participam desse acordo a Associação Brasileira da Indústria de Materiais para Construção (Abramat), o Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento Brasília (IAB-DF) e Associação Nacional de Fabricantes de Esquadrias de Alumínio (AFEAL). Mas, outras entidades estão sendo convidadas a participar.

Foto: ABDI

}