Associação Brasileira de Tecnologia
para Construção e Mineração

Sobratema participa de live da ADVB-SP sobre o Movimento Reformar para Mudar

A ADVB-SP, juntamente com a Fundação Brasileira de Marketing (FBM) e o Instituto ADVB de Responsabilidade Socioambiental (IRES) realizaram o Fórum de Temas Nacionais para debater as conquistas do Movimento Reformar para Mudar e suas expectativas, nesse momento em que a união e o diálogo são o único caminho para o Brasil superar a crise da Covid-19.

Criado no início de 2017, O Movimento reúne 34 entidades da Sociedade Civil Organizada, incluindo a Sobratema, que foi representada pelo seu vice-presidente Carlos Pimenta. O evento também contou com a presença do secretário de Habitação do Estado de São Paulo, Flávio Amary.

O presidente da Abrainc, Luiz França, ressaltou durante a reunião a importância da mobilização do Movimento para a obtenção de diversas conquistas, entre elas:

  • Reforma da Previdência: economia de R$ 800 bi em 10 anos
  • Reforma Trabalhista: modernização nas relações empresa x trabalho
  • Marco Legal Saneamento: melhora na infraestrutura e na qualidade de vida das pessoas
  • Lei do Distrato: reduziu relação do Distrato sobre a venda de 44% para 15%
  • Autonomia do Banco Central

França também elencou prioridades a serem defendidas pelo grupo para que o ambiente de negócios no Brasil se torne mais favorável:

  • Reforma Tributária: simplificação do sistema tributário com adoção de modelo considerando especificidades do setor imobiliário
  • Reforma Administrativa: equilíbrio fiscal de longo prazo
  • Revisão do Plano Diretor de São Paulo
  • Agenda de Privatizações
  • Redução da Burocracia: mais agilidade nos Licenciamentos e Estatuto das Cidades
  • Aumento do Funding para o Setor Imobiliário: sem limitação de funding, a produção de moradias pode aumentar em até 2,5 vezes.

Basílio Jafet, presidente do Secovi-SP, também falou sobre algumas pautas em comum defendidas pelo Movimento e destacou a simplificação tributária, redução da burocracia, segurança jurídica, privatizações e parcerias público-privadas, além do estímulo à iniciativa privada, direito de propriedade e regularização fundiária.

Jafet salientou que a série de manifestos elaborados pelas entidades do Movimento ajudaram a formar a opinião pública em defesa de pautas de interesse nacional, como as reformas estruturais, que permitirão uma melhor organização econômica do país.

O secretário de Habitação do Estado de SP, Flávio Amary, ressaltou a importância da desburocratização para o setor da Construção Civil, um dos principais motores da economia nacional. “A Secretaria tem trabalhado para desburocratizar processos e acelerar os processos de licenciamento no Grupo de Análise e Aprovação de Projetos Habitacionais (GRAPROHAB) e na Cetesb”.

Amary destacou que a construção foi um dos setores que contribuíram para o resultado do PIB de SP em 2020, que apresentou crescimento de 0,4% mesmo em meio à pandemia, enquanto o PIB nacional caiu 4,1%.

Com informações da Abrainc