Associação Brasileira de Tecnologia
para Construção e Mineração

Construa Brasil estimula ambiente de negócios na construção

No dia 26 de abril, o Ministério da Economia lançou o Projeto Construa Brasil, que tem o objetivo de melhorar o ambiente de negócios da construção, estimulando a modernização das empresas e retirando as atuais barreiras do setor. A Sobratema é integrante da iniciativa ao participar do Grupo Técnico Consultivo (GTC), da meta número 9, referente à construção industrializada no Brasil. O vice-presidente Paulo Oscar Auler Neto é o representante da entidade no GTC. 

O projeto tem nove metas, oito delas em andamento, e 31 submetas. As metas estão estruturadas em três pilares: Desburocratização, Digitalização e Industrialização da Construção Civil. “O Construa Brasil surge no contexto de muita necessidade de resgatar a produtividade do setor da construção civil”, ressaltou a secretária de Desenvolvimento da Indústria, Comércio, Serviços e Inovação da Secretaria Especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia, Glenda Bezerra Lustosa, que afirmou que para desburocratizar é necessário reduzir o Custo Brasil e melhorar o estoque regulatório. 

A secretária especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia, Daniella Marques Consentino, ressaltou que o setor de construção tem um papel muito importante para a atividade econômica, para a geração de empregos e para a retomada econômica como um todo. “É nesse contexto que a gente está aqui para se unir em um projeto, não só na proposta, mas também nos caminhos para desburocratizar, industrializar e digitalizar. Foi através da digitalização que a gente conseguiu combater a pandemia e sair da crise”. 

De acordo com Auler Neto, o GTC da meta nove contribuiu com a elaboração do estudo sobre alterações nos processos licitatórios que impulsione a construção industrializada; com a discussão e validação dos estudos sobre equalização tributária, novos modelos de financiamento e a criação de uma matriz de responsabilidades e ações a serem tomadas e de um Planejamento Estratégico do Setor de Construção Industrializada.  

A meta 9, cuja coordenação foi da Associação Brasileira da Indústria de Materiais da Construção (Abramat), também incluiu a criação de ações de comunicação e disseminação dos benefícios alcançados aos envolvidos na cadeia da construção industrializada. Segundo o vice-presidente da Sobratema, a construção industrializada pode contribuir na ampliação da produtividade e sustentabilidade do setor, e no atendimento de cronogramas com prazos mais enxutos. "Com isso, é possível diminuir custos e aumentar a rentabilidade das empresas”, finaliza. 

Na ocasião, também foi lançado o site do Construa Brasil e os dois primeiros guias: 

  • Guia Orientativo de Boas Práticas para Códigos de Obras e Edificações 
  • Guia Orientativo de Boas Práticas para Obtenção de Alvarás de Construção 

O evento de lançamento do Construa Brasil pode ser revisto no Canal do Ministério da Economia no YouTube