Associação Brasileira de Tecnologia
para Construção e Mineração

BLOG SOBRATEMA

Publicado em 10 de abril de 2019 por Mecânica de Comunicação

Canteiro de obras sustentável reduz custos e agrega valor a empreendimentos  

Projetos de empreendimentos que adotam medidas de respeito ao meio ambiente são cada vez mais valorizados no mercado da construção civil. É graças a esse planejamento inicial que construtores delineiam ações para economia de energia, melhora do desempenho térmico, captação de água da chuva, entre outras estratégias sustentáveis aplicadas em obras. Entretanto, o projeto não é a única etapa que merece esse tipo de atenção. As fases construtivas dentro do canteiro de obras podem representar riscos ambientais e à vizinhança do local da obra, mas podem ser facilmente mitigadas por meio de medidas práticas.     

Ao se adotar um canteiro de obras sustentável, uma das primeiras preocupações é reduzir o impacto negativo nos entornos do empreendimento. Nesse sentido, medidas de controle sobre o nível de emissão de poeira devem ser empregadas, assim como o monitoramento sobre geração de lama e problemas de tráfego causados pela entrega de materiais.  Outra importante questão em torno da sustentabilidade do canteiro diz respeito ao bom aproveitamento de recursos naturais, sendo a água o principal deles. A primeira ação deve ser contra vazamentos, muito comuns em obras, onde são usadas mangueiras danificadas e com junções pouco resistentes, priorizando a manutenção de material e o treinamento da mão de obra. A utilização de água da chuva também é recomendada, pois a maior parte do consumo é para fins não potáveis, como umidificação de superfícies. Ainda sobre gestão de energia, as instalações elétricas do canteiro devem priorizar tecnologias que reduzam o consumo energético utilizando equipamentos eficientes e promover o melhor aproveitamento da luz natural.   

Além de tais medidas, algumas normas internacionais podem oferecer outros parâmetros e, se cumpridas integralmente, agregam valor a empreendimentos por meio da obtenção de certificados de sustentabilidade.  Uma delas é a ISO 14001 que, em sua versão atual, incorpora preocupações com a cadeia de valor e ciclo de vida, além de proporcionar redução de custos por meio do consumo consciente de recursos.   

Mais informações sobre o tema foram publicadas na dissertação de mestrado aprovada pela Universidade de Brasília (UNB), Construção da Sustentabilidade em Canteiro de Obras, de autoria de Juliana Gehlen e orientação de Raquel Naves Blumenschein.  

}