Associação Brasileira de Tecnologia
para Construção e Mineração

BLOG SOBRATEMA

Publicado em 03 de setembro de 2020 por Mecânica de Comunicação

Investigação de alta resolução pode diminuir custos na etapa de remediação de áreas contaminadas

Um diagnóstico adequado sobre uma área contaminada precisa proporcionar o entendimento da interação meio físico/contaminante. A esse entendimento, dá-se o nome de Modelo Conceitual da Área (MCA), que deve mostrar como a contaminação da área vai responder à estratégia de remediação proposta e que este deve ser ao mesmo tempo cientificamente defensável e adaptável a novas informações que vão sendo obtidas no decorrer do processo. O diagnóstico da área e o Modelo Conceitual correspondente são, portanto, pontos relevantes do projeto de reabilitação de uma área contaminada.

Para a definição do modelo conceitual da área, é essencial a avaliação da hidroestratigrafia e mapeamento da condutividade hidráulica. Assim, é preciso avaliar em escala de detalhe, ou seja, em alta resolução, o meio poroso (solo), a água e o contaminante e suas interações. Ou seja, é necessário refinar a escala de interpretação constantemente para entender como os reagentes e contaminantes se movem dentro das formas deposicionais que compõem os segmentos de maior e menor permeabilidade nos aquíferos. Isso só pode ser feito utilizando técnicas de alta resolução, com amostragem e caracterização contínuas.

As diretrizes de uma investigação de alta resolução de áreas contaminadas têm como foco principal permitir o diagnóstico correto, gerar uma grande densidade de dados, utilizar várias técnicas e métodos trabalhando de forma integrada, evitar ao máximo o retrabalho, tomar as decisões em tempo real ou em curto intervalo de tempo, reduzir e gerenciar as incertezas e, principalmente, elaborar um modelo conceitual com embasamento consistente.

Segundo pesquisadores, compreender o transporte de contaminantes e sua interação dentro e entre as camadas de alta e baixa condutividade hidráulica do aquífero permite um maior aproveitamento da relação custo-benefício do projeto de investigação e remediação de áreas contaminadas, pois visa remediar menores volumes do aquífero, em comparação à restauração do aquífero como um todo, atingindo alvos que não teriam a necessidade de tratamento.

Sobre o aspecto econômico, quando comparadas a abordagem de investigação tradicional com a de alta resolução, pode-se haver uma economia, na etapa de remediação, de 10 vezes o valor investido na investigação quando adotadas técnicas de alta resolução. Em outras pesquisas, mostram uma economia da ordem de 7 vezes o que foi investido.

Uma das ferramentas de alta resolução utilizada para se definir o Modelo Conceitual do Meio Físico é o piezocone (CPTu), a qual permite avaliar e classificar o tipo de solo e descrever um perfil hidroestratigráfico em escala centimétrica.

As considerações acima foram extraídas da dissertação de mestrado Investigação de Alta Resolução com o Piezocone: um Estudo de Caso, defendida por Rafael Muraro Derrite, na Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Área de Concentração Geotecnia, sob orientação do professor Heraldo Luiz Giacheti.

}