Associação Brasileira de Tecnologia
para Construção e Mineração

BLOG SOBRATEMA

Publicado em 23 de março de 2017 por Mecânica de Comunicação

Planejamento e controle fazem a diferença na manutenção de máquinas e veículos

Em cenários de dificuldades econômicas, as empresas buscam reduzir custos para preservação de seu equilíbrio financeiro até o momento da retomada. Algumas vezes, elas olham para o setor da manutenção como uma das fontes para isso. Esse ponto vista é importante, desde que esta área não seja estratégica para os negócios da companhia. E, por meio da literatura e da experiência, que fornecem métodos e conhecimento, é possível descobrir se ela é estratégica ou não.

 

Na visão de especialistas, nesta atual cenário, há certas medidas que podem ser tomadas antes das reduções de custos, como por exemplo, a renegociação de dívidas. No caso da manutenção, o ideal é buscar a excelência nessa área, focando justamente um menor custo. Para isso, é imprescindível ter uma gestão eficiente, baseada em planejamento e controle. Esses dois itens fazem toda a diferença, porque o primeiro seria o destino e o segundo, a rota para atingi-lo.

 

Além disso, sem um bom planejamento das atividades de manutenção, o trabalho torna-se imprevisível, porque o gestor não tem uma ideia real de custo, não consegue dimensionar de maneira efetiva seus ativos, a mão de obra necessária para realização da tarefa, e os recursos físicos, como por exemplo, a oficina, as ferramentas e os materiais. O controle também fica prejudicado, resultando em menos produtividade e qualidade e mais custos e retrabalho.

 

Uma gestão de manutenção de máquinas deve, então, considerar processos, resultados, indicadores. E ela requer competência, habilidade e atitude, além de uma visão pró-ativa, que consiga se antecipar aos problemas. Antigamente, o gestor era tão bom quanto mais rápido consertasse o ativo, mas no atual cenário, é preciso mais, uma vez que a equação é mais complexa, já que a manutenção não está sozinha. Ela se relaciona com recursos humanos, treinamento, compras, estoques, participa da área de financeira, contribuindo na definir melhores marcas, modelos, dimensionando corretamente.

}