Associação Brasileira de Tecnologia
para Construção e Mineração

BLOG SOBRATEMA

Publicado em 25 de abril de 2019 por Mecânica de Comunicação

Emissão de gases do efeito estufa é reduzida por meio de diretrizes do LEED 

Um dos tópicos mais presentes em políticas sustentáveis públicas e privadas é o controle sobre a emissão de gases que provocam o efeito estufa. No âmbito da construção civil, tais substâncias nocivas ao meio ambiente são provenientes da extração de matérias-primas, da fabricação e transporte de materiais, da energia dispendida durante o ciclo de vida da construção, da operação e manutenção da obra e da disposição final de resíduos. Felizmente, hoje o setor da construção civil possui uma série de referências normativas que atuam em prol do equilíbrio ambiental. É esse o caso da certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), cujos requisitos podem ser usados para combater a emissão de gases do efeito estufa.  

A certificação LEED possui sete requisitos sustentáveis básicos que influenciam na emissão de gases do efeito estufa. O primeiro deles é Espaço Sustentável que, entre seus subtemas, recomenda o transporte alternativo; desse modo, as emissões de gases de efeito estufa são reduzidas pelo transporte dos funcionários ao empreendimento por meio de veículos coletivos, caronas solidárias ou por veículos que não utilizam combustíveis fosseis, como trens e bicicletas. No requisito Uso Racional da Água, é recomendada, durante a obra, a redução de consumo de água potável em 50% com a utilização de captação de água da chuva e uso de águas residuais; assim, a emissão de gases proveniente da captação e tratamento de água é evitada por parte das concessionárias. Outro requisito é Energia e Atmosfera, que preconiza o uso de pelo menos 35% de energia renovável no empreendimento. 

Ainda há o tópico Materiais e Recursos, indicando a redução de emissões pela reciclagem de pelo menos 50% dos resíduos produzidos em obra; Qualidade Ambiental Interna, que recomenda o uso de ventilação natural com o objetivo de reduzir o consumo de energia em edifícios, especialmente em sistemas de ar-condicionado; Inovação e Processos do Projeto, que reconhece soluções de design inovadoras em categorias de edifícios verdes e, finalmente o requisito Créditos Regionais, priorizando materiais e produtos fabricados em um raio de 200 km a partir do canteiro de obras. 

Mais dados sobre o assunto foram publicados na dissertação de mestrado Redução de Emissões de Gases do Efeito Estufa pela Adoção de Requisitos da Certificação LEED, de autoria de Juliana Moreira da Silva, com orientação de José de Almendra Freitas Jr. e aprovada pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). 

}