Associação Brasileira de Tecnologia
para Construção e Mineração

BLOG SOBRATEMA

Publicado em 05 de junho de 2019 por Mecânica de Comunicação

Construtoras podem escolher entre diferentes tipos de inovação sustentável

Após séculos de industrialização, são notáveis os danos sofridos pelo meio ambiente. Apenas o setor da construção civil é responsável por 40% do consumo mundial de energia e gera quantidades consideráveis de dióxido de carbono. Pautadas por tais dados e pelo desenvolvimento sustentável, presente em diversos segmentos produtivos, empresas construtoras já começam a desenvolver mudanças em produtos, processos e métodos organizacionais, tornando-os menos agressivos ao meio ambiente.      

Uma vez que a sustentabilidade está presente em diversas esferas do conhecimento, empresas podem se beneficiar por meio de implantação de diretrizes sustentáveis em diferentes frentes de trabalho. Uma opção pode ser inovar na dimensão organizacional, por exemplo, desenvolver treinamentos voltados à temática da sustentabilidade, ou ainda contratar consultorias externas voltadas à proteção e saúde de funcionários. As inovações podem ser sobre produtos, implicando em economia de energia - por meio do uso de captadores solares e lâmpadas LED - e água, utilizando sistemas de captação de água pluvial e água de poço. Também há espaço para inovações de processos, focadas no uso eficiente de materiais e na consequente redução de resíduos gerados.   

Caso uma determinada construtora não tenha condições de realizar inovações em processos e produtos - de caráter extenso e que influenciam em toda organização empresarial -, pode optar pelas mudanças chamadas incrementais, ou seja, visam melhorias vindas da substituição ou adição de equipamentos, proporcionando maior produtividade e economia de recursos. A inovação do tipo reativa pode ser um bom começo para construtoras ainda não familiarizadas com objetivos sustentáveis, pois é baseada no simples cumprimento de regulamentações ambientais, como o Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade do Habitat (PBQP-H). 

 Um recente estudo acadêmico investigou o assunto e listou algumas medidas em prol do meio ambiente adotadas por construtoras. A dissertação de mestrado Inovação Sustentável - Um estudo multicaso em empresas da construção civil é de autoria de Roseane de Queiroz Santos, com orientação de Aldo Leonardo Callado e foi aprovada pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). 

}